| | |

Guia do C√£o - Portal informativo sobre c√£es, gatos e outros animais.

Condi√ß√Ķes de utiliza√ß√£o

A obesidade em c√£es e gatos

Por: Marina Domingues


A obesidade consiste na acumula√ß√£o de tecido adiposo (gordura) no corpo. Atualmente, a obesidade √© o dist√ļrbio nutricional mais frequentemente detectado nos nossos animais de companhia, similarmente ao que acontece em Seres Humanos. Estima-se que aproximadamente 59% dos c√£es e gatos se encontra acima do seu peso ideal. 


No passado, a obesidade era considerada por muitos como uma preocupa√ß√£o maioritariamente est√©tica. No entanto, hoje sabe-se que a obesidade diminui a longevidade e a qualidade de vida dos nossos animais de companhia, e que o excesso de peso predisp√Ķe ao aparecimento de uma variedade de outras doen√ßas, tais como: as doen√ßas ortop√©dicas, cardiorrespirat√≥rias, renais, de pele, end√≥crinas (como por exemplo a Diabetes Mellitus) e ainda a alguns tipos de tumor. 

Os riscos associados a esta doen√ßa enfatizam a import√Ęncia de educar relativamente ao seu reconhecimento, preven√ß√£o e tratamento. Desta forma, podemos assegurar uma melhor qualidade de vida e longevidade dos nossos animais de companhia. 

A obesidade est√° frequentemente associada a uma alimenta√ß√£o excessiva e a uma vida sedent√°ria, podendo ocasionalmente estar tamb√©m relacionada com outros dist√ļrbios, como os hormonais. Por isso, a preven√ß√£o e tratamento desta doen√ßa passa maioritariamente por selecionar um alimento apropriado, controlar a quantidade dispon√≠vel ao seu animal e promover uma atividade f√≠sica adequada. 


Alimenta√ß√£o: 

A quantidade de alimento oferecida, seja ela na forma de ra√ß√£o ou de guloseimas apropriadas, deve ser controlada e efectuada com base nos requisitos cal√≥ricos di√°rios do seu animal. Desta forma, conseguimos evitar a acumula√ß√£o excessiva de gordura e refor√ßar bons comportamentos alimentares, que mais facilmente ser√£o praticados ao longo da vida do seu animal. 

As ra√ß√Ķes veterin√°rias s√£o sem d√ļvida o alimento de elei√ß√£o para o seu animal, pois s√£o as mais equilibradas e completas a n√≠vel nutricional. O alimento caseiro muitas das vezes n√£o tem todos os requisitos nutricionais necess√°rios, podendo ser insuficiente e at√© ter um maior teor em gordura. Caso escolha dar alimento caseiro ao seu animal, √© aconselhado que fale primeiro com o seu M√©dico Veterin√°rio, de forma a que seja formulada uma alimenta√ß√£o equilibrada e com base nas necessidades individuais do seu animal. 

Um estudo efectuado em c√£es da ra√ßa Labrador Retriever (c√£es com elevada propens√£o para o excesso de peso), observou que a adop√ß√£o de uma alimenta√ß√£o equilibrada com vista √† obten√ß√£o do peso ideal, aumentou em 15% a longevidade destes c√£es, tendo aumentado a sua esperan√ßa m√©dia de vida em cerca de 2 anos. 

O seu Médico Veterinário poderá ensinar-lhe a melhor forma de avaliar se o seu animal se encontra com excesso de peso e, caso exista excesso de peso, recomendar-lhe um programa de perda de peso apropriado, até que seja alcançado o peso ideal de uma forma saudável. Neste programa nutricional, o seu Médico Veterinário recomendar-lhe-á o alimento mais adequado e a sua dosagem, tendo em conta as necessidades individuais do seu animal de estimação. O objectivo de um programa deste género, consiste em diminuir a acumulação de gordura e promover a sua perda de forma gradual, evitando assim a perda de massa muscular e o aporte inadequado de calorias e nutrientes. A restrição alimentar está completamente contraindicada, e poderá ter consequências graves.

A oferta de petiscos e guloseimas somados √† ra√ß√£o poder√° ser um factor predisponente para a obesidade, e por isso dever√° tamb√©m ser controlada e contabilizada juntamente com a restante rotina alimentar. O que muitas vezes parece ser apenas um petisco insignificante, poder√° ser uma ‚Äúbomba‚ÄĚ cal√≥rica para o seu animal, uma vez que ele tem um tamanho e metabolismo bastante diferente do nosso. 


Exerc√≠cio: 

O exerc√≠cio promove a perda de massa gorda e fortalece a massa muscular. A sua implementa√ß√£o √© tamb√©m de grande import√Ęncia tanto na preven√ß√£o como no tratamento da obesidade. A atividade f√≠sica deve, no entanto, ser implementada de forma gradual e ter em conta as limita√ß√Ķes individuais do animal (como por exemplo, a exist√™ncia de doen√ßas ortop√©dicas ou cardiorrespirat√≥rias). Se o seu c√£o for saud√°vel, poder√° come√ßar por fazer caminhadas de 10 minutos e ir aumentando a sua dura√ß√£o de forma gradual. Em gatos o enriquecimento ambiental √© de extrema import√Ęncia para a promo√ß√£o de exerc√≠cio di√°rio. Esconder o alimento pela casa ou em brinquedos, poder√° ser uma forma divertida e eficaz de estimular o seu gato a fazer exerc√≠cio. 


Lembre-se que a obesidade √© uma doen√ßa nutricional com graves consequ√™ncias para a sa√ļde. Ao manter o seu animal de estima√ß√£o com um peso adequado estar√° a proporcionar-lhe uma maior longevidade e qualidade de vida!


Leia também:

Apoios institucionais


Creative Commons License

Guia do C√£o © by OneGlobalHealth Consulting is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.