| | |

Guia do C√£o - Portal informativo sobre c√£es, gatos e outros animais.

Condi√ß√Ķes de utiliza√ß√£o

Parvovirose Canina

Por: Helena Guerreiro


A Parvovirose Canina √© uma doen√ßa infecciosa causada por um v√≠rus do g√©nero Parvovirus chamado Parvovirus Canino (CPV). Este v√≠rus √© muito contagioso para os c√£es jovens que se infectam por via oronasal a partir do contacto directo com animais doentes ou objectos e espa√ßos onde esteja material excretado por animais doentes (v√≥mito e fezes, e.g.). Trata-se de um v√≠rus resistente e com longos per√≠odos de perman√™ncia no ambiente, sendo aconselh√°vel desinfectar as superf√≠cies com desinfectantes adequados (lix√≠via, e.g.). Por este motivo se desaconselha que os cachorros tenham acesso √† rua antes da primovacina√ß√£o completa. O per√≠odo de incuba√ß√£o desta doen√ßa varia entre 5 e 7 dias, sendo os principais sintomas a perda de apetite, a prostra√ß√£o, o v√≥mito e a diarreia, muitas vezes com sangue. O v√≠rus da Parvovirose Canina causa destrui√ß√£o da mucosa intestinal o que conduz ao desenvolvimento dos principais sintomas, contudo, o estado do animal agrava-se devido √† instala√ß√£o da desidrata√ß√£o e risco de infec√ß√£o generalizada, uma vez que a destrui√ß√£o da mucosa intestinal facilita a passagem da flora intestinal normal para o resto do organismo, agravando o quadro cl√≠nico. O tratamento da Parvovirose inclui internamento com fluidoterapia para repor a homeostase, o controlo dos sintomas gastro-intestinais, a antibioterapia para controlar as infec√ß√Ķes bacterianas associadas, e adjuvantes do sistema imunit√°rio. Contudo o per√≠odo de internamento √© vari√°vel, podendo ser prolongado, o que leva a um aumento dos custos. Por outro lado, √© uma doen√ßa que causa grande debilidade nos animais infectados, sobretudo no caso de existirem parasitoses internas ou externas associadas, e, apesar do tratamento implementado, a taxa de mortalidade √© elevada, podendo chegar a 30% dos animais infectados. A chave para a preven√ß√£o √© a vacina√ß√£o precoce dos animais. Existem vacinas para a Parvovirose Canina que podem ser administradas a partir das 5 ou 6 semanas de idade, devendo ser refor√ßadas com intervalos de 3 a 4 semanas, sendo que a √ļltima dose deve ser administrada ap√≥s as 12 semanas de idade do cachorro. A revacina√ß√£o anual ap√≥s a primovacina√ß√£o √© igualmente importante e deve ser feita perto do ano de idade do animal. Existem j√° vacinas que ap√≥s a primeira vacina√ß√£o anual permitem a vacina√ß√£o apenas de 3 em 3 anos. De uma forma global, a preven√ß√£o atrav√©s da vacina√ß√£o √© a arma mais importante contra esta virose, sendo que o custo global da vacina√ß√£o √© bastante inferior ao do tratamento. Contudo, no contexto da crise econ√≥mica, verifica-se uma redu√ß√£o da vacina√ß√£o por parte dos propriet√°rios, o que se reflecte num aumento do n√ļmero de casos, sobretudo em meios mais rurais, e aumento do risco de morte tamb√©m associado √† dificuldade de implementa√ß√£o de tratamento adequado.

Leia também:

Apoios institucionais


Creative Commons License

Guia do C√£o © by OneGlobalHealth Consulting is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.